.posts recentes

. ...

. A Geringonça

. Presépio ao Vivo 2016

. Sr Contente e Sr Feliz

. ...

. NATAL HOJE

. A ÓPERA DOS MALANDROS

. O BRASEADO

. FOI POR VONTADE DO POVO

. Halloween português

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

Domingo, 17 de Janeiro de 2010

O ADEUS

 

 

 

Como é triste ver partir os amigos

como dói a palavra "nunca mais"

recordações de momentos conseguidos

mas sabemos, não voltarão jamais

 

Fica um vazio estranho, sem sentido,

num silêncio que chega a sufocar

um rosto amigo que já está perdido,

um rosto amigo que escapa ao nosso olhar

 

O momento é triste, deprimente,

nunca se encara a morte de frente

nunca se aceita esta verdade pura

 

Há que viver a vida, dia a dia,

mesmo que o riso, o gozo, a alegria

não afastem a saudade que perdura


publicado por brizissima às 18:17

link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Silencios da filosofia a 28 de Janeiro de 2010 às 20:42
Belo poema, profundo, traduz uma dor, algo que se perdeu. Lamento! Sei o que isso é. Estou aqui.
Deixo um abraço
Jorge


De brizissima a 2 de Fevereiro de 2010 às 21:27

Muito obrigada pelo seu comentário. É sempre muito gratificante saber que alguém sabe interpretar a poesia, rever~se nela e ainda por cima dar-se ao trabalho de o demonstrar. Abraço poético


De come allungare il pene a 24 de Agosto de 2010 às 15:40
Este texto bonito. escrever é uma terapia natural que nos ajuda não só para lançar luz sobre os problemas, mas também para superar


De brizissima a 24 de Agosto de 2010 às 22:41
Agradeço o seu comentário. Na realidade quando se escreve um poema e ele contém alguma emoção, é reconfortante perceber que alguém captou essa mesma emoção e a fez sua. Escrever poesia é partilhar e eu estou grata por ter conseguido. Bem haja. Abraço


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.tags

. todas as tags

.favorito

. GAZETILHA

. NEVOEIRO

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds