.posts recentes

. ...

. A Geringonça

. Presépio ao Vivo 2016

. Sr Contente e Sr Feliz

. ...

. NATAL HOJE

. A ÓPERA DOS MALANDROS

. O BRASEADO

. FOI POR VONTADE DO POVO

. Halloween português

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012

HOMENAGEM A MARIA TERESA HORTA

Durante a leitura do seu livro “As Luzes de Leonor”, veio-me de súbito um enorme desejo de lhe dedicar um poema.

As suas palavras saltitavam irrequietas manteando-me e forçando-me a soltar de mim o muito que de si emanou.

Peço-lhe, receba esta humilde homenagem como um bouquet de flores, incendiado pelo fulgor da sua prosa poética:

 

 

 

HOMENAGEM

 

 

 

 

A “luz” é tua Maria Teresa Horta

És maga das palavras buriladas

No resgate dum fragor que não comporta

O rumorejar das horas plasmadas

 

Arroubos de entusiasmo em dulçor

Alindando a melopeia do desejo

Entretecendo desmesuras de amor

Em sorrisos onde estremece o beijo

 

É teu este desvendar de verve em fogo

O exorbitar  inquieto  desse jogo

Onde o vacilo e audácia entrelaças

 

Palavras incendiadas de loucura

Sinestesias matizando a futura

Eternidade por onde já esvoaças

 

 

 

 

 

 

 

 

Cascais Nov 2011

                                                                            AnaBriz

 

 

 

PS. Lamento apenas que não tenha conseguido separar as águas aquando do seu prémio (aliás merecidíssimo)  ensombrando assim o seu momento de glória.

Setembro 2012

 

 

 

 

 


publicado por brizissima às 12:10

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

LAGOA DO FOGO

- LAGOA DO FOGO    uma das sete maravilhas

 

 

TERRA RASGADA COM UNHAS DE FOGO

EM GRITOS DE VENTO, EM SULCOS DE DOR,

OURIÇOS VERDES, ESTEVA EM PRECE, EM ROGO,

DE JOELHOS REZANDO AO CRIADOR

 

VESTE O MONTE A CIUMENTA BRUMA

ENCOBRE-A FOFA COM  PEDAÇOS DE TULE

ENQUANTO EM BAIXO BRINCA O MAR EM ESPUMA

LANÇANDO ETERNO O SEU REFLEXO AZUL

 

ESTOU DE PÉ PIGMEU FACE A TAL GRANDEZA

EM MUDO ESPANTO NESTA NATUREZA

QUE RETENHO DESLUMBRADA NO OLHAR

 

E NAS SERENAS ÁGUAS DA LAGOA

SINTO DEUS POR ALI, UM POUCO À TOA,

E O MEU CORPO ESVOAÇA A REZAR


publicado por brizissima às 15:12

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.tags

. todas as tags

.favorito

. GAZETILHA

. NEVOEIRO

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds