.posts recentes

. ...

. A Geringonça

. Presépio ao Vivo 2016

. Sr Contente e Sr Feliz

. ...

. NATAL HOJE

. A ÓPERA DOS MALANDROS

. O BRASEADO

. FOI POR VONTADE DO POVO

. Halloween português

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

Domingo, 17 de Janeiro de 2010

O ADEUS

 

 

 

Como é triste ver partir os amigos

como dói a palavra "nunca mais"

recordações de momentos conseguidos

mas sabemos, não voltarão jamais

 

Fica um vazio estranho, sem sentido,

num silêncio que chega a sufocar

um rosto amigo que já está perdido,

um rosto amigo que escapa ao nosso olhar

 

O momento é triste, deprimente,

nunca se encara a morte de frente

nunca se aceita esta verdade pura

 

Há que viver a vida, dia a dia,

mesmo que o riso, o gozo, a alegria

não afastem a saudade que perdura


publicado por brizissima às 18:17

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sábado, 16 de Janeiro de 2010

VENTO

 

 

Enfurecido ruge o vento lá fora

endoidado, raivoso, descontente,

bate às portas, berra e vai-se embora

pra regressar depois mais inclemente

 

Abana os ninhos, leva-lhes os filhos,

alteia as ondas, rendilhando a espuma,

mexe a poeira construindo trilhos

de pedras, de papéis e de caruma

 

É o grande senhor da tempestade

ergue-se imponente de vaidade

fazendo oscilar o mundo inteiro

 

Diz que é cantor de várias notas

que a neve e a chuva são suas devotas

e das forças da Natura é o primeiro.


publicado por brizissima às 10:33

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

COMO VAI ESTE PAÍS

Como está, Sr Contente

Como vai Sr Feliz

Diga à gente, diga à gente

Como vai este País

 

 

Este País está doente

E parece não ter cura

Nunca mais anda prá frente

Faz uma triste figura

 

Entrámos num novo ano

Que não promete ser bom

E o combate mano a mano

Só faz é subir de tom

 

Cada vez mais desemprego

E o Povo a passar mal

País em desassossego

E o que se faz, afinal?

 

Qual foi a primeira lei

Plo Governo discutida?

Foi o casamento gay

(muito importante na vida )

 

Abre-se os olhos de espanto

Com todo este processo

É total o desencanto

Incrível todo este excesso

 

Anda tudo alucinado

Com a falta de justiça

Mas vai-se cantando o fado

E gritando: Chiça, Chiça!

 

Um País cheio de sol

Com tanta gente capaz

Mas que faz parte dum rol

Que refila e nada faz

 

E há sempre aquele optimista

A vender sonhos em vão

Pensando que assim conquista

Um Povo em grande tensão

 

Eu faço à minha maneira

A minha revolução

Critico e atiro certeira

A quem me faz “comichão”

 

Criticarei, criticarei,

Até que a voz me doa

O meu fel destilarei

Corrupção não se perdoa

 

Oh, gente da minha terra!

Oh gente do meu País

Não é preciso uma guerra

Pra sermos povo feliz

 

Mas pra isso há que lutar

E tem que se erguer a voz

Pois se isto continuar

O que irá ser de nós?

 

 


publicado por brizissima às 19:09

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.tags

. todas as tags

.favorito

. GAZETILHA

. NEVOEIRO

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds