.posts recentes

. ...

. A Geringonça

. Presépio ao Vivo 2016

. Sr Contente e Sr Feliz

. ...

. NATAL HOJE

. A ÓPERA DOS MALANDROS

. O BRASEADO

. FOI POR VONTADE DO POVO

. Halloween português

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007

A NOITE DAS MIL LUZES

        A NOITE DAS MIL LUZES

 

SENHOR

DESPE DE VAIDADES O NATAL

QUE A NOITE FIQUE NUA.

COBRE-A DE AMOR,

SENHOR

E ACENDE APENAS UMA LUZ,

A TUA.


publicado por brizissima às 21:35

link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De A. João Soares a 12 de Dezembro de 2007 às 22:18
Parabéns por este hino à Luz.
Abraço
(o blog Do Miradouro (http://domirante.blogspot.com/) tem novos posts todos os dias)


De A. João Soares a 12 de Dezembro de 2007 às 22:23
Tomei a liberdade de transcrever para o «Sempre Jovens-CVS com um link para o Brizíssima. Desejo contribuir para a divulgação deste blog.
Abraço
João


De brizissima a 13 de Dezembro de 2007 às 19:44
Caro amigo
Estou envergonhada consigo. Tanto me incita a ser mais trabalhadora no campo da divulgação da minha poesia e eu não aproveito as boas recomendações que me faz...
Já deve ter reparado que a paciência não é o meu forte e, nas várias tentativas que tenho feito, não tenho tido sucesso e zás...esmoreço e não me apetece recomeçar.
Esta é também uma quadra muito especial e, apesar de eu não ser uma adepta convicta do Natal, acabo por ser um pouco engolida neste frenesim sem remédio.
Agradeço-lhe todo o seu empenho e prometo que em 2008 vou tentar ser uma companheira de cibernética mais eficaz e atenta.
Continuo a ter imensas perguntas para lhe fazer mas acabo por desistir e encolher os ombros.
Bem haja por toda a sua amizade.
Aproveito para lhe desejar e a toda a sua família um santo Natal e um melhor Ano Novo para todos.
Abraço. Ana Briz


De Milena a 14 de Dezembro de 2007 às 15:50
Bonito, gostei muito deste poema.
Quem dera que o Natal assim fosse, com esta simplicidade.
Bom fim de semana!


De brizissima a 16 de Dezembro de 2007 às 21:20
Obrigada Milena por me ter visitado e apreciado o meu pequeno poema. Boas Festas. Abraço


De A. João Soares a 22 de Dezembro de 2007 às 06:05
Cara Amiga,
Está perdoada!!!
Informo-a que agora utilizo o Vista, tal como a Briz, pelo que me será mais fácil ajudá-la.
Feliz Natal para si, o seu marido e todos os familiares.
Mesmo que seja apenas mais um dia, desejo que o passe com alegria e saúde.

Beijinho de muita amizade
João


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.tags

. todas as tags

.favorito

. GAZETILHA

. NEVOEIRO

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds